20 de abr de 2014

FELIZ PÁSCOA.

 

O Sabbat do Equinócio da Primavera, também conhecido como Sabbat do Equinócio Vernal, Festival das árvores, Alban Eilir, Ostara e Rito de Eostre, é o rito de fertilidade que celebra o nascimento da Primavera e o redespertar da vida na Terra. Nesse dia sagrado, na Europa existem os costumes de acenderem-se fogueiras novas ao nascer do Sol, onde o povo se rejubila, tocando sinos e decorando ovos cozidos - um antigo costume pagão associado à Deusa da Fertilidade.

Os ovos, que obviamente são símbolos da fertilidade e da reprodução, eram usados nos antigos ritos da fertilidade. Pintados com vários símbolos mágicos, eram lançados ao fogo ou enterrados como oferendas à Deusa. Em certas partes do mundo pintavam-se os ovos do Equinócio da Primavera de amarelo ou dourado (cores solares sagradas), utilizando-os em rituais para honrar o Deus Sol.

Os aspectos da Deusa invocados nesse Sabbat são Eostre (a deusa saxônica da fertilidade) e Ostara (a deusa alemã da fertilidade). Em algumas tradições as deidades da fertilidade adoradas nesse dia são a Deusa das Plantas e o Senhor das Matas.

Como a maioria dos antigos festivais pagãos, o Equinócio da Primavera foi cristianizado pela Igreja na Páscoa, que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. A Páscoa (em inglês "Easter", nome derivado da deidade saxônica da fertilidade, Eostre) só recebeu oficialmente esse nome proveniente da Deusa, após o fim da Idade Média.

Até hoje, o Domingo de Páscoa é determinado pelo antigo sistema do calendário lunar, que estabelece o dia santo no primeiro domingo após a primeira lua cheia, no ou após o Equinócio da Primavera. Formalmente isso marca a fase da "gravidez" da Deusa Tríplice, atravessando a estação fértil.
A Páscoa, como quase todas as festividades religiosas cristãs, é enriquecida com inúmeras características, costumes e tradições pagãos, como os ovos de Páscoa e o coelho. A lebre era um símbolo de renascimento e ressurreição, sendo animal sagrado para várias deusas lunares, tanto na cultura oriental como na ocidental, incluindo a deusa Ostara, cujo animal era o coelho.

Os alimentos pagãos tradicionais do Sabbat do Equinócio da Primavera são os ovos cozidos, os bolos de mel, as primeiras frutas da estação em ponche de leite. Na Suécia, os "waffles" eram o prato tradicional da época.
 
Blessed Ostara to all/ Feliz Ostara a todos/ Gesegnete Ostara an alle/ Bendecida Ostara para todos/ Benedetta Ostara a tutti/ Bienheureux ostara à tous
Nossos mais calorosos agradecimentos a Vanessa Corecco Calado pela criação da belíssima Arte Gráfica.
 


2 comentários:

  1. "Algumas coisas são explicadas pela ciência, outras pela fé. A páscoa ou
    pessach é mais do que uma
    data, é mais do que ciência,
    é mais que fé, páscoa é
    amor." - Albert Einstein

    ResponderExcluir
  2. Delia Corecco Steinerabril 21, 2014

    Sempre!
    Obrigado pelo carinho e presença!

    ResponderExcluir

Blogger Wordpress Gadgets