25 de abr de 2014

EŞREF ARMAĞAN – O ARTISTA QUE PINTA COM A ALMA.


O que é a percepção artística? Como as cores e as imagens nos chegam quando vamos pintar? Diríamos logo, sem refletir muito que através do olhar, da nossa observação. E o que dizer de uma pessoa que pinta apenas com a percepção da alma? Eşref Armağan é um pintor cego, que nasceu desprovido da visão. Nunca foi capaz de ver as cores ou imagens, mas possui a habilidade de entendê-las como ninguém.
 
Eşref Armağan -  desenhando uma concha do mar.
 
 
Eşref Armağan - pintando.
 

Luar - Eşref Armağan.
   
 Flores - Eşref Armağan.
 
Revoada de Borboletas - Eşref Armağan.
 
 
Eşref Armağan nasceu em 1953, em Istambul, Turquia. Nascido em uma família humilde veio ao mundo com uma má-formação em ambos os olhos e completamente sem visão. Ainda pequeno porém, pediu que lhe dessem lápis e papel e iniciou sua jornada espiritual através do mundo dos desenho e da pintura.
Sua intuição o levou a desenhar figuras, pois dizia querer aprender sobre o mundo que não podia ver, mas que certamente sentia. Usando a ponta dos seus dedos para perceber o mundo começou a pintar borboletas aos oito anos e chamou atenção de quem as via, por suas belas cores e pelo formato perfeito.
Borboletas são consideradas seres etéreos, são símbolos da transformação, da felicidade, da beleza, da efemeridade, da natureza e da renovação, o que nos faz refletir sobre a necessidade do menino Eşref Armağan em retratá-las. Assim, foi capaz de trazer seu mundo interno para fora e talvez através da simbologia das borboletas ele de uma forma sutil nos presenteou com sua própria metamorfose. 
 
 Borboleta - Eşref Armağan.
 
 
Borboletas e girassóis - Eşref Armağan.
 
 
Borboletas e flores - Eşref Armağan.
 
Mais tarde, quando começou a usar as cores da paleta em perfeita harmonia, utilizando-se da perspectiva, sombra, luz e equilíbrio em seus quadros, ele atraiu a atenção de artistas e cientistas internacionais. Em 2004, a Universidade de Harvard, impressionada com sua genialidade, convidou-o para se submeter a testes e tomografias (cerebrais e oculares) computadorizadas supervisionadas por médicos e cientistas. Os resultados impressionaram a equipe de estudiosos que descobriram descobriram que o Córtex Visual do cérebro, basicamente escuro em deficientes visuais, se iluminou quando Esref tocou um objeto e começou a desenhar. Além de tornar-se tema de um artigo pela famosa revista "New Scientist", e um dos destaques do documentário “The Real Superhumans” do Discovery Channel.

Praia - Eşref Armağan.


Neve - Eşref Armağan.
 
 
Minarete - Eşref Armağan
 

Esref desenvolveu suas próprias técnicas, a fim de representar com sucesso uma variedade de tópicos. Primeiro, ele cria a totalidade do quadro em sua cabeça com as cores que ele vai usar. Ele usa apenas 5 cores, além do preto e do branco e, a partir delas suas inúmeras possibilidades de tons e nuances para representar a imagem que carrega no pensamento. A partir de então, é um caso de concentração, entrega e dedicação para finalizar a obra. Suas pinturas lembram a arte naíf, possuem ingenuidade e espontaneidade inocente, as cores brilhantes contrastam com a perspectiva não cientifica captada pela percepção quase que infantil, e por isto mesmo de uma profundidade ímpar.

Eşref Armağan.
 
 
Pássaro - Eşref Armağan.
 
 
Aves - Eşref Armağan.
 
 
 Palhaços - Eşref Armağan.
 
 
 Farol - Eşref Armağan.
 
 
Intuição - Eşref Armağan.
 
Peixe - Eşref Armağan.
  
Quadros imaginados no silêncio de um sonho. Ele queria transpor seus limites. Ele queria conquistar o mundo do ver, que havia sido presenteado ao pai, mãe, irmão, amigos, vizinhos. Compreender suas regras; se não podia com os sentidos, então pela capacidade de imaginação. "Eu tentava apenas compreender o que há em volta de mim," ele responde à pergunta, porque passara uma grande parte de sua infância a desenhar. 
 
Sonho - Eşref Armağan.
 
Não há limites para a criação artística. Somente nós é que impomos nossos limites. A Arte é o retrato de nossa alma, e assim sendo, eis que tenho o prazer de lhes apresentar um pouco da alma de Eşref Armağan.
 
Sonhos 2 - Eşref Armağan.
 
Artigo New Scientist:




 

 

Um comentário:

  1. ´Só você a nós presentear com com um post maravilhoso como este! Obrigada! É muito interessante ...e bonito ! Bjs Muetti

    ResponderExcluir

Blogger Wordpress Gadgets