30 de mar de 2015

WIKTORIA ILINA – FREQUÊNCIAS LUMINOSAS DAS CORES BIELORRUSSAS.

Caminhada pela cidade azul - Прогулка по синему городу.


Wictoria Ilina                                                                                 Arnoldovna.

 Um olhar artístico da Bielorussia.

Wictoria Ilina Arnoldovna nasceu em 18 de Dezembro do ano de 1960 em Grodno  (Bielorrússia), fronteira com a Polônia e a Lituânia.  Grodno, também chamada de Hrodno, hoje terceira cidade mais populosa da Bielorrússia que soube porém manter seu charme de outrora, com suas ruas históricas, suas igrejinhas católicas e ortodoxas, sua sinagoga (a mais antiga da Bielorrússia em funcionamento, construída em 1578), cortada pelo rio Neman a cidade transpira história que remonta ao século XII. Esta linda cidade com suas casas em estilo Barroco de fachadas coloridas e telhados vermelhos. Grodno, emoldurada por campos de plantações e florestas de bétulas e pinheiros, que vão se revezando com paisagens singelas pinceladas de propriedades rurais idílicas desvendando uma rusticidade quase poética.

                     Centro Histórico Grodno


Paisagem rural de Grodno.


Nos arredores de Grodno.

Propriedade rural -                                                              Grodno.

         Interior Bielorrússia.


Vista da Igreja Franciscana Grodno.

Paisagem Rural - Grodno.


             Propriedade rural.


Fachadas coloridas -                                                                 Grodno.


                           Sinagoga de Grodno.


Igreja ortodoxa - Grodno.                        

A pintora Wictoria Ilina Arnoldovna sempre esteve envolta nas cenas adornadas por plantações e casas de fachadas coloridas escondidas em meio ao verde do verão e contrastando com a neve abundante que quase as oculta no inverno. Os cenários a remetiam a contos de fadas e a fantasia, e as imagens dos livros se fundiram com suavidade as paisagens reluzentes de sua terra natal, Grodno.


  Fachada azul - Niebieskie fasady


A casa na Colina - Дом на                                                           краю земли.

            Rua Principal - Ulica miasta  


Wieczorna - Entardecer

Иней  - Geadfa - Wictoria                                                Ilina

                    Neve - śnieg


E assim inspirada pela magia da neve, pelos tons alaranjados do Outono, pelo renascer da Primavera e pela luz do Verão, Victoria cria imagens artísticas retratando paisagens e vilarejos deste lugar fascinante que é a Bielorrússia.


                            Neve sobre a cidade - Śnieg nad miastem.

Inverno - Zima.

Miasto w czerwieni -  Cidade em vermelho

Город в свете фонарей -                                                                                Cidade a luz de lanternas.

 Jesienna trawa - Grama de outono


Wiosna przynosi -                                                                    Primavera.

Flores de verão  -  Letnie kwiaty                                           


As cores são elemento essencial nas pinturas de Victoria onde diversos matizes, nuances, gradações, luminosidades e temperaturas misturam-se aos aromas e a sonoridade das cidadelas e das paisagens bielorrussas.


                                       Wielobarwność – Multicolor.


              W kabinie w lesie sosnowym – Uma cabana na floresta de pinheiros.

Zabawy, piosenki i światła - Festa, canções e luzes.

Światło księżyca nad                                                                                      miastem – Luar sobre a                                                     cidade.


    Brzozowy las – floresta de Bétulas



Muitas vezes comparada ao também pintor bielorrusso, Marc Chagall, Victoria nos presenteia em sua arte com cores harmoniosas tanto em seus quadros monocromáticos como com aqueles que apresentam cores análogas ou ainda complementares. Sua pintura demonstra seu poder de observação e a sensibilidade de vivenciar na ponta de seu pincel as estações do ano, as naturezas mortas, as paisagens bucólicas e urbanas da qual se encontra cercada.


Niebieski Geometria miasta – Cidade geométrica azul.


Zima w mieście - Inverno na cidade.

Analogiczne kolory -                                                                      Cores análogas.

              Światło księżyca - Luar



Styczeń - Janeiro                

Czerwone miasto - Cidade vermelha.


Martwa natura liliami - Ainda                                 os lírios


Martwa natura – Natureza.                                                morta.


kwiatów mniszka lekarskiego - dente de leão


krajobraz miejski – Paisagem                                 urbana.

É como se criasse uma poesia sem palavras, apenas se utilizando das imagens que chamam a atenção do espectador pela luz intensa que mesmo assim adquire suavidade após passar pelo olhar artístico de Victoria.


Poezja miejskich – Poesia urbana.

Mapa miasta - Mapa da cidade.

                  Luzes - świeci


Cytadela świeci – Cidadela                                                       iluminada.

Estudou arte no “Minsk Art College of Glebov” (de 1977-1981), e posteriormente estudou pintura á óleo na “Belarussian Academy of Arts” (de 1981-1988), tornando-se no ano de 1994 membro integrante da “Belarussian Union of Artists”. Participou de diversas exposições coletivas e individuais em seu país natal e em países como a vizinha Polônia, a Alemanha e ainda na Áustria, Itália, Japão e Estados Unidos. Foi lhe concedida ainda uma bolsa do Comitê Executivo Regional de Grodno pelas realizações criativas no domínio da cultura e da arte nomeando-a melhor artista do ano em 2003. Além de artista ela trabalha como professora de desenho, pintura e composição na instituição de ensino estadual "Escola Infantil de Arte da Grodno Arts."


Belarussian Academy of Arts

















Grodno Art School.                      

                                  Art teacher Wictoria Ilina.


Art students - Grodno Art  School.


Suas paisagens convidam ao sonho, ao silêncio e a reflexão. Suas cenas urbanas nos revelam a calma e a tranquilidade das cidades do interior de seu país. Cidadelas que possuem seu próprio tempo, humor e ritmo de vida.


Miasto przez okno – Cidade pela minha janela.

Puszczy zielonym – Floresta verde.


              Warsztat - Atelier


Zimowych nocy – Noites                                                          de inverno.

Chaty w lecie – cabana no verão


Зимнее утро -  Manhã de inverno.


2 comentários:

  1. Eine interessante Frau! Wuderschoene Bilder ! Teilweise fuehlt man sich in eine Maerchenwelt versetzt ! Danke fuer diesen Beitrag. Bjs Muetti

    ResponderExcluir
  2. Só poderia sugerir Fernando Pessoa ao categorizar a subjetividade de sua belíssima arte "A arte é a auto-expressão lutando para ser absoluta."

    ResponderExcluir

Blogger Wordpress Gadgets